Design sem nome (31)

Aquecedor a gás residencial, atenção e cuidados ao usar.

A morte de um casal no último final de semana (9/9/23) no Guarujá faz com que nossa matéria seja de atenção e ampliação do conhecimento de nossa equipe. O casal, em sua casa de veraneio, foi dormir e uma fissura na mangueira do gás natural, que aquecia as piscinas, começou a vazar e eles não perceberam. No dia seguinte, foram encontrados mortos, e infelizmente, o resultado da necropsia nos corpos aponta intoxicação pelo monóxido de carbono.

O uso adequado de gás combustível, conforme definido pelas regras estabelecidas pela ABNT na NBR 15.526, abrange os tipos de gás natural (GN) e gás liquefeito de petróleo (GLP). Esses gases, que alimentam aparelhos de aquecimento, são inflamáveis e apresentam um odor característico, o que os torna suscetíveis a vazamentos e riscos de incêndio ou explosão.

É importante observar que o gás natural é amplamente preferido em termos de segurança devido às suas propriedades físicas. Quando ocorre um vazamento de gás natural, ele tende a se dispersar rapidamente na atmosfera, uma vez que é mais leve que o ar. Isso significa que o gás natural se eleva e se dilui na atmosfera, tornando-o menos propenso a se acumular em concentrações perigosas. Essa característica reduz significativamente o risco de explosão ou incêndio em caso de vazamento.

Por outro lado, o gás GLP, como o butano e o propano, é mais pesado que o ar. Em caso de vazamento de GLP, esse gás tende a se acumular em áreas mais baixas, como valas, porões ou tubulações subterrâneas. Essa acumulação de gás GLP pode ser altamente perigosa, pois qualquer faísca ou fonte de ignição nas proximidades pode causar uma explosão catastrófica. Portanto, o GLP requer precauções adicionais e ventilação adequada para evitar acúmulos potencialmente perigosos.

Além disso, durante a combustão do GLP, ocorre a formação de produtos gasosos, incluindo o monóxido de carbono, um gás inodoro e tóxico. O acúmulo desse gás no ambiente, devido a problemas no sistema de exaustão ou na ventilação adequada, pode levar a asfixia e envenenamento.

Dica: Prefira sempre o gás natural (GN) em relação à segurança, embora seu custo de comercialização seja cerca de 20% mais caro em relação ao GLP.

Quando se trata da instalação de um aquecedor a gás, é fundamental seguir os procedimentos corretos. Conforme estipulado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a norma NBR-13.103 estabelece que o local de instalação deve atender a requisitos específicos de volume e possuir aberturas de ventilação permanente adequadas ao tipo de equipamento e à sua potência. Em ambientes internos, como residências, todos os aparelhos devem possuir dutos de exaustão (chaminés).

A garantia da instalação adequada recai sobre a empresa contratada, que deve seguir as normas da ABNT. A fiscalização na área de gás canalizado é de responsabilidade dos órgãos estaduais, conforme estabelecido pela Constituição. Em São Paulo, a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) é a entidade competente.

Dica: Não escolha a instalação com base apenas no preço; lembre-se de que está em jogo a vida de sua família.

É importante mencionar que em condomínios, normalmente existem diferentes níveis de válvulas de gás. Cada apartamento possui uma válvula de bloqueio responsável por controlar o suprimento de gás para o apartamento em si. Além disso, há uma válvula responsável pelo andar e outra que controla o fornecimento de gás para o prédio inteiro. Portanto, em um condomínio, é fundamental identificar qual válvula precisa ser fechada em caso de vazamento e, ao fazer isso, notificar imediatamente a empresa de gás responsável e o Corpo de Bombeiros.

Por outro lado, em residências unifamiliares, geralmente existe uma válvula de gás localizada na rua, responsável pelo fornecimento de gás para a casa. Em caso de vazamento nessas situações, a ação correta é chamar imediatamente o Corpo de Bombeiros e a empresa responsável pelo fornecimento de gás para que eles possam tomar as medidas adequadas, incluindo o fechamento da válvula principal de gás.

Dessa forma, é essencial seguir essas diretrizes específicas para condomínios e residências individuais para garantir a segurança em caso de vazamentos de gás. Quer saber mais? Entre em contato com nossa equipe e colocaremos um profissional para esclarecimentos adicionais.

Alpha Secure, evoluindo pessoas.

Set.2023

Post tags :

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagem mais comentada

Canal de denúncia: entenda, utilize e nos ajude a melhorar.

O canal de denúncias tem como objetivo de dar voz aos denunciantes, de forma anônima e com segurança ...

Postagens Anteriores